[CONVITE] Grande ato nacional contra a Reforma da Previdência

Untitled1

Frentes Brasil Popular e Povo sem Medo convocam ato nacional em 15/03 contra o desmonte da previdência

Somente uma manifestação massiva de protesto pode expressar a enorme rejeição popular à absurda reforma da previdência do governo golpista e autoritário de Michel Temer. Somente a mobilização da sociedade civil, em torno da defesa de direitos sociais básicos para todos, pode salvaguardar as conquistas civilizatórias que obtivemos no Brasil, no último período democrático. Reformar para excluir? Vamos juntos dizer NÃO!

As Frentes Brasil Popular e Povo sem medo convocam a sociedade e os movimentos populares, em ampla unidade com as centrais sindicais, para um ato nacional em 15/03 contra o desmonte da previdência. Sindicatos de diversas categorias vêm realizando assembleias e campanhas de divulgação em todo o Brasil, conclamando a participação massiva e organizada de seus filiados. Infelizmente, os professores da UFC e da UFCA não têm hoje um sindicato que organize e mobilize a categoria para se manifestar e lutar, nem mesmo para participar das grandes lutas nacionais, em articulação com os movimentos populares e sindicais.

O Coletivo Graúna fez uma bela participação no 8 de março, pelos direitos das mulheres e contra a reforma da previdência, e convida agora os/as colegas professores/as a participar doGrande Ato em Fortaleza contra o Desmonte da Previdência, dia 15/03, a partir das 8h, na Praça da Bandeira.

Nós, professores/as de universidades públicas, conscientes do desastre que é a proposta de reforma da previdência do ilegítimo governo Temer, não podemos nos omitir!

Coletivo Graúna – Professores por uma educação democrática

Leia abaixo, na íntegra, a nota de convocação das frentes:

Se você não lutar, sua aposentadoria vai acabar!

A Frente Brasil Popular e a Frente Povo Sem Medo convocam você a engajar-se na luta para barrar a reforma da previdência e o fim da aposentadoria. É preciso organizar a resistência e conscientizar a população nos seus locais de trabalho, nas escolas e universidades, no campo e na cidade, sobre o brutal ataque aos direitos que vem sendo patrocinado por um governo e uma esmagadora maioria do Congresso Nacional, que não tem compromisso com o povo. É preciso fazer a luta nas ruas! Por isso no dia 15 de Março estaremos junto com os trabalhadores/as da educação em greve e com o conjunto da classe trabalhadora paralisada, para realizar grandes manifestações que mostrem que não aceitamos o fim da aposentadoria e nem um governo que seja instrumento para caçar direitos e piorar a vida dos brasileiros/as.

Antes disso, no dia 8 de Março, nos somaremos à luta das mulheres, especialmente prejudicadas pelo ataque a previdência, que irão às ruas de todo Brasil em defesa da vida de mulheres dizendo: Aposentadoria Fica! Temer Sai!

O presidente ilegítimo Michel Temer reafirma, a cada ação, o sentido do golpe que o colocou no governo. É um governo que, com o apoio da maioria do Congresso Nacional, busca liquidar a capacidade de ação do Estado em favor da população e ao mesmo tempo preservar e aumentar o lucro dos patrões e especuladores. A reforma do ensino médio, recentemente aprovada e encaminhada sem debate com alunos ou professores, demonstra essa ânsia por destruir políticas públicas. A retirada da exclusividade da Petrobrás sobre a exploração do Pré-Sal e o anúncio da liberação para estrangeiros comprarem terras brasileiras, mostram a falta de compromisso com a soberania nacional. Congelar o orçamento p&u acute;blico por 20 anos, enquanto as necessidades do povo só aumentam, especialmente numa conjuntura de crise política e econômica e alta do desemprego, informa o sentido desumano do projeto político em curso. Como se não bastasse, o governo e os patrões também querem acabar com os direitos trabalhistas. Pretendem colocar o negociado acima do legislado e liberar as terceirizações sem limites.

A ofensiva aos direitos do povo brasileiro ainda não foi suficiente para eles. Para acabar, de vez, com o papel constitucional do governo de promover a proteção social, falta acabar com a aposentadoria e a previdência pública. Temer enviou mais uma grande alteração na Constituição brasileira que está sendo discutida no Congresso Nacional e pode acabar com a sua aposentadoria. A única forma de evitarmos mais esse ataque é lutando. Mobilize-se! Convoque seus amigos, colegas e vizinhos. No próximo dia 15 de Março tomaremos as ruas nas principais cidades do país para barrar o desmonte da previdência e o fim do direito à aposentadoria.

Fora Temer, Diretas Já!

Nenhum Direito a Menos!

Em Defesa Da Aposentadoria!

São Paulo, 22 de Fevereiro de 2017

Frente Brasil Popular

Frente Povo Sem Medo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s