Nota de repúdio ao machismo na UFC

algaravia-2
Aquarela de autoria do Prof. Cláudio Rodrigues (UFC)

Por duas ocasiões em assembleias gerais da ADUFC, só neste mês de novembro, duas professoras sofreram assédios machistas de colegas da UFC. Na primeira ocasião, um professor tentou várias vezes agredir fisicamente uma colega e teve de ser impedido pelas pessoas próximas. Na segunda, outro professor assediou ostensivamente uma colega, acusando-a de esconder cartões de votação na roupa, sem qualquer evidência razoável. Foram duas situações absolutamente lamentáveis, regressivas e claramente misóginas. Com esta nota, gostaríamos de nos solidarizar com as colegas, reconhecer que ainda há um longo caminho a percorrer para vencer o machismo na universidade e na sociedade e repudiar o comportamento regressivo dos colegas. A universidade precisa promover espaços de esclarecimento e conscientização entre a comunidade universitária, em todos os campi, para evitar que situações lamentáveis como essas se repitam. O avanço no conhecimento científico deve se fazer acompanhar dos avanços contemporâneos em consciência e convivência social.

 

Fortaleza, 21 de novembro de 2016

 

Coletivo Graúna – Professores por uma educação democrática

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s